FIFO, LIFO e FEFO — você sabe o que essas siglas significam? Pode parecer apenas uma junção de letras, mas representam métodos de estocagem que ajudam as empresas a organizar o armazenamento de produtos antes da sua distribuição.

O FIFO é um dos métodos mais utilizados. Ele propõe que os primeiros produtos que entrarem no estoque devem ser os primeiros a sair. Mas também existem outros métodos, como o FEFO e o LIFO, que propõem outras formas de estocagem, conforme os produtos e as prioridades de logística.

A seguir, vamos conhecer melhor o método FIFO, as suas diferenças para o FEFO e o LIFO e a importância de fazer a escolha certa para o seu negócio. Acompanhe!

O que é FIFO?

FIFO é o método de estocagem mais utilizado na logística das empresas para distribuição e armazenamento de mercadorias.

FIFO é a sigla para First In, First Out. Em tradução livre, significa Primeiro a Entrar, Primeiro a Sair. Na prática, essa expressão quer dizer: os primeiros produtos que entram em um estoque devem ser os primeiros a sair para a venda ou distribuição.

Uma das suas vantagens é que esse método não exige um sistema de gestão. É possível controlar as entradas e saídas dos produtos visualmente, por ordem de chegada. O ideal, porém, é contar com uma ferramenta para garantir um controle mais preciso.

Quando o FIFO deve ser usado?

O FIFO geralmente é usado para gerenciar o estoque de produtos com maior prazo de validade, mais tempo de vida útil, não-perecíveis ou que tenham baixo giro de estoque.

Afinal, nesse método, os produtos “entram na fila” do estoque para serem despachados, então eles devem ter um prazo de validade mais extenso ou pouca saída para poder esperar a sua vez. É diferente dos métodos que vamos ver a seguir, que têm outras prioridades de saída.

Produtos congelados, por exemplo, podem ser enviados da indústria a um centro de distribuição para serem destinados a supermercados da região. Então, eles são despachados conforme a data mais antiga de entrada.

Quais são os principais métodos de estocagem?

Além do FIFO (First In, First Out), existem outros dois métodos de estocagem principais: o LIFO (Last In, First Out) e o FEFO (First Expire, First Out). Esses métodos costumam ser usados em conjunto em um mesmo armazém, já que cada um funciona melhor para um tipo de produto. Vamos conhecer melhor a seguir:

Método FIFO de estocagem

O método FIFO de estocagem é o que estamos conhecendo melhor neste artigo. Trata-se do First In, First Out, ou seja, os produtos que entram primeiramente no estoque são despachados antes. Funciona bem para produtos com prazo de validade estendido ou baixo giro de estoque.

Método LIFO de estocagem

O método LIFO de estocagem (Last In, First Out) propõe uma abordagem oposta ao FIFO, já que os últimos produtos que entram no estoque devem ser os primeiros despachados. Esse método costuma ser usado com produtos de prazo de validade curto ou com alto giro de estoque.

É como se os últimos produtos que chegaram “furassem a fila”, porque têm mais urgência de serem despachados.

Método FEFO de estocagem

O método FEFO de estocagem (First Expire, First Out) coloca os produtos com prazo de validade mais próximo na prioridade de saída. É bastante usado na indústria alimentícia e farmacêutica, por exemplo.

Neste método, não importa há quanto tempo os produtos estão no estoque. O importante é despachá-los antes que expirem e tragam prejuízos para o negócio.

Nesse método, é importante ter um controle preciso das informações de cadastro do produto. Por isso, deve-se contar com ferramentas de gestão de estoque. Elas identificam os produtos com data de validade mais próxima e localizam-os no estoque para fazer a separação.

Qual a importância de escolher o melhor método de estocagem?

FIFO, LIFO ou FEFO? Não importa! Com os métodos de estocagem corretos você aumenta a satisfação do cliente com entregas mais rápidas, e evita prejuízos com produtos vencidos.

A definição de métodos de estocagem é determinante para a organização e gestão do estoque em armazéns e centros de distribuição. A escolha entre os métodos define como será a movimentação dos itens no armazenamento, para que eles:

  • Não fiquem parados, gerando custos de armazenamento;
  • Não percam a data de validade ou se tornem obsoletos;
  • Não gerem prejuízos ao negócio;
  • Cheguem à sua destinação no melhor estado, com mais agilidade e com o maior prazo de validade possível.

Bom, agora você já conhece os principais métodos de estocagem — FIFO, LIFO e FEFO — e como fazer a melhor escolha. Então, pense nos tipos de produtos que a sua empresa vende para organizar a movimentação de mercadorias no seu estoque.

Agora, se você está procurando soluções para a logística do seu negócio, o Guarde Aqui pode te ajudar. Oferecemos unidades de self storage em grandes centros urbanos do país, os quais você pode usar como estoque de produtos da sua empresa, exceto produtos perecíveis, tóxicos ou inflamáveis.

Assim, sua empresa fica mais próxima dos clientes e agiliza a entrega dos pedidos, com custos mais em conta que grandes armazéns e centros de distribuição.


O Guarde Aqui é autoridade quando o assunto é armazenamento e estocagem. Aliás, você sabe a diferença entre esses conceitos? Leia agora o artigo em que explicamos o que é armazenamento e estocagem e como o self storage pode ajudar nesses processos!

Autor

Marcelo Balogh

Comecei minha carreira no GuardeAqui há mais de 12 anos. Na época, era assistente e, com o passar do tempo fui crescendo e aprendendo muito dentro da empresa. Sou formado em logística e em outros cursos da área e, hoje, ocupo o cargo de gerente regional. Além disso, também atuo no auxílio de expansão e novos negócios com a aquisições de novas unidades.

Deixe seu comentário