Ter um inventário de estoque é uma estratégia importante para controlar e organizar os bens do seu negócio — mais especificamente os materiais e produtos que vão de fato gerar sua receita no final do mês. 

Então, para entender quais são os tipos de inventário de estoque e como cada um deles pode ajudar na administração da sua propriedade, continue a leitura e confira as dicas que o Guarde Aqui separou para você!

O que é um inventário de estoque?

O inventário de estoque é extremamente importante para a gestão empresarial.

O inventário de estoque é um documento que contabiliza e classifica todos os pertences do seu negócio. Assim, além do controle físico de tudo o que entra e sai do estoque, você poderá utilizar esses dados para alimentar uma planilha e acessar as informações sobre o armazenamento dos seus produtos de qualquer lugar.

Esse é um processo de gestão empresarial muito usado, justamente por cumprir com uma das tarefas mais complexas de um empreendimento: administrar a movimentação dos produtos internos e conciliar com os números e planejamentos pré-estabelecidos para o período vigente. E, a longo prazo, saber empregar os diferentes tipos de inventário de estoque de acordo com a sua necessidade pode fazer toda diferença para o crescimento da sua marca.

Por que fazer um inventário de estoque?

Com o inventário de estoque você evita desperdícios e gastos desnecessários em sua empresa.

Utilizando corretamente cada um dos tipos de inventário de estoque, uma série de danos podem ser evitados, como o desperdício — especialmente para quem trabalha com produtos perecíveis —, o extravio de materiais, as perdas dentro do próprio estoque e a falta de itens essenciais para o funcionamento da empresa.

Com essa administração mais precisa dos pertences do seu negócio, além da economia dos desperdícios e perdas, o seu capital de investimento poderá ser direcionado para os setores que precisem de maior atenção por serem mais usados, por estarem dando um lucro maior ou apenas por ser uma área em potencial crescimento.

Ou seja, os tipos de inventário de estoque proporcionam uma visão mais clara dos bens empresariais e possibilitam ainda uma análise eficiente sobre a receita do seu negócio dentro de determinado período, por isso é tão importante conhecer e saber aplicar cada um dos tipos de inventários na gestão da sua corporação.

Os 4 tipos de inventário de estoque

Possivelmente, usar apenas um modelo de inventário não será o suficiente para controlar o fluxo de estoque do seu negócio — o que significa que, talvez, a melhor solução seja empregar mais dois ou até três métodos complementares.

Assim, para lhe ajudar a entender melhor como os quatro principais tipos de inventário de estoque podem ser usados na organização da sua empresa, abaixo explicamos a função de cada um deles:

  1. Inventário de estoque geral

Um dos tipos de inventário de estoque indispensável para qualquer empresa é o geral, no qual são listados todos os itens e pertences da marca — sejam as ferramentas, os produtos comercializados e os maquinários usados para confecção dos produtos, ou mesmo os artigos de escritório utilizados pelos funcionários. E, tudo entra neste mesmo arquivo, sendo separado apenas por categorias como comercial, produção e administrativo, por exemplo.

  1. Inventário de estoque rotativo

Por outro lado, entre os tipos de inventário de estoque mais úteis para a empresa, o rotativo cumpre a função de manter a contagem dos pertences sempre atualizada. Logo, é necessário que algum membro da equipe seja responsável por contabilizar semanalmente — ou até mesmo mais de uma vez na semana — toda parcela do estoque que é modificada frequentemente.

  1. Inventário de estoque cíclico

Complementando o rotativo, o estoque cíclico é a parte que controla a quantidade determinada para o armazenamento dos produtos de acordo com o período vigente na empresa. Esse é um dos tipos de inventário usado para administrar o seu estoque mínimo de forma segura e garantir que nenhum item essencial falte para as ações empresariais.

  1. Inventário de estoque perpétuo/permanente

Já o inventário permanente — também conhecido como perpétuo —, consiste na baixa imediata de um produto assim que ele é vendido e eliminado do seu armazenamento interno. Normalmente, esse processo é feito por meio da leitura do código de barras do produto, facilitando a contagem entre o sistema e o estoque físico.

Passo a passo para fazer um inventário de estoque

É muito importante para a gestão empresarial saber montar e preencher todos os tipos de inventário de estoque.

Agora que você já sabe quais são os principais tipos de inventário de estoque e como eles devem funcionar no dia a dia da gestão empresarial, é fundamental que aprenda também como fazer o seu próprio inventário. Para isso, confira um tutorial rápido e prático que preparamos para você:

  1. Prepare o espaço para o armazenamento

Primeiramente, você precisará ter um espaço organizado para armazenar os seus produtos com segurança. Os serviços de self storage, por exemplo, são uma alternativa para quem ainda não tem um local próprio destinado ao estoque de mercadoria do seu negócio.

  1. Classifique e organize os produtos

Dentro do seu espaço de armazenamento, você deverá posicionar os seus produtos de acordo com uma classificação que faça sentido para a rotina de vendas e facilite a movimentação de cada item. Assim, classifique os espaços e identifique cada um deles com etiquetas ou placas.

  1. Contabilize cada item do estoque

Com cada coisa no seu devido lugar, ficará mais fácil fazer a contagem exata de todos os pertences do seu negócio. E, após a primeira contabilização, a dica é fazer ao menos mais duas revisões para garantir que os dados estão certos.

  1. Cadastre os itens em uma planilha

Com a contagem pronta, cada um dos tipos de inventário de estoque escolhidos para o controle da empresa deverão ser devidamente alimentados com os números exatos. É importante descrever corretamente os produtos e suas quantidades para não haver, posteriormente, erro na leitura e na interpretação da planilha. 

  1. Atualize os dados de movimentação

Sempre que houver movimentação dentro do armazenamento — seja de saída ou de entrada — atualize a planilha correspondente ao tipo de inventário de estoque rotativo. As demais planilhas devem ser conferidas e atualizadas conforme a necessidade de controle da empresa, ok?

  1. Confira os relatórios de controle regularmente

Por último, para que o uso de todos esses tipos de inventário de estoque seja de fato produtivo para o seu negócio, é crucial que exista uma análise dos relatórios das planilhas, como a quantidade total de movimentações, o número de entrada e saída de produtos, além de possíveis variantes, incluindo aumento ou queda de vendas.

O Guarde Aqui te ajuda com seu inventário de estoque

Os boxes do Guarde Aqui são a solução para quem precisa de espaço para montar e gerir o estoque.

E, se a falta de espaço ainda for um problema para a sua organização do inventário de estoque, o Guarde Aqui tem a solução para você. 

Além de boxes de auto armazenamento do tamanho ideal para o depósito da sua mercadoria, todas as nossas unidades de self storage possuem localizações estratégicas para facilitar a distribuição dos seus produtos.

Clique no botão abaixo para encontrar a unidade do GuardeAqui mais próxima e garantir o box para seu negócio agora mesmo.

Além disso, para continuar recebendo mais dicas de armazenamento, organização e instruções para fazer o seu empreendimento crescer, acesse o nosso blog e fique por dentro das dicas de quem entende do assunto!                   

Autor

Márcio Martins

“Comecei no ramo do self storage em 1995 na Kipit, pioneira do Brasil, fundada em 1993. Fui gerente desta mesma empresa entre 1995 e 2017, e assumi a gerência regional do GuardeAqui em março de 2017. Sou formado em administração, com ênfase em marketing e, atualmente, sou responsável pelo departamento GuardeAqui Empresas, na área de carteira de Pessoa Jurídica”

Deixe seu comentário