Já percebeu quanta coisa tem na sua casa ou no seu escritório que você não usa? Quando a bagunça toma conta, esses objetos só dificultam a organização e ocupam tempo e espaço na nossa vida. Por isso, o senso de utilização é o primeiro passo no método de organização 5S.

Esse método foi desenvolvido para impulsionar indústrias e auxiliar na qualidade empresarial, mas também pode ser aplicado no âmbito pessoal. Sua intenção é proporcionar um planejamento sistemático que gere mais produtividade, segurança e bem estar.

A seguir, vamos entender melhor o que é o método de organização 5S e a importância do senso de utilização, que é o primeiro S da metodologia. Siga conosco!

O que é o método de organização 5S?

A metodologia 5S além de ser utilizada na gestão empresarial, pode ser aplicada na vida pessoal.

O método de organização 5S, ou programa 5s de organização, é uma metodologia de gestão da qualidade. Ela foi desenvolvida no Japão e serve para melhorar o ambiente de trabalho. Também é a base para a Gestão da Qualidade Total, que visa aperfeiçoar processos empresariais.

Esse método foi desenvolvido pelo Japão, após a Segunda Guerra Mundial, com o objetivo de reestruturar o país. Sua aplicação é capaz de proporcionar mais produtividade, qualidade e segurança aos processos. Além disso, o conceito estimula a consciência coletiva, uma vez que exige comprometimento para melhorar o ambiente e o desempenho da empresa.

Os 5S refletem os princípios que sustentam a metodologia, inspirados em palavras de origem japonesa. Embora não tenham uma tradução precisa para português, podemos definir assim seus significados e objetivos:

  • Senso de Utilização (Seiri): eliminar do ambiente o que é inútil;
  • Senso de Organização (Seiton): organizar o ambiente de forma eficaz;
  • Senso de Limpeza (Seisō): melhorar o nível de limpeza;
  • Senso de Padronização (Seiketsu): definir regras a serem seguidas;
  • Senso de Disciplina (Shitsuke): incentivar a melhoria contínua.

Baseado nesses preceitos, o método se tornou uma filosofia de gestão empresarial. Mas perceba que a filosofia dos 5S também pode ser aplicada no âmbito pessoal para economizar tempo, ganhar qualidade de vida e reduzir estresse. Afinal, um ambiente limpo e organizado torna a vida mais leve, não é?

O que é o senso de utilização?

Separar o que não tem mais utilidade é a premissa do senso de utilização.

O senso de utilização, identificado pela palavra Seiri, em japonês, é o primeiro passo da metodologia 5S ou programa 5s de organização. Esse preceito sugere que as pessoas separem o necessário e eliminem do ambiente aquilo que não tem mais utilidade ao dia a dia.

Quanto tempo você já perdeu procurando arquivos escondidos em meio a vários documentos que você não usa no computador? Quantas vezes você já olhou para o armário e não conseguiu escolher uma blusa para sair, diante de tantas roupas que não veste há anos?

Imagine, agora, um ambiente em que você tenha à disposição só aquilo que realmente usa. Fica muito mais fácil se organizar, não é mesmo? Em casa ou no ambiente de trabalho, os processos se tornam muito mais simples e ágeis, sem obstáculos à produtividade.

Portanto, é preciso fazer uma avaliação do que realmente você usa ou serve para a sua vida. E o que fazer com o resto? Você pode doar, vender, reciclar ou armazenar em outro ambiente, caso tenha outra utilidade.

Então, depois de aplicar o senso de utilização e se livrar do que não é importante, você pode partir para os outros preceitos da metodologia.

Como aplicar o senso de utilização?

O senso de utilização (ou Seiri) é o primeiro passo na busca por um ambiente mais organizado no trabalho, nos estudos ou na vida pessoal. Então, vamos ver agora como aplicar esse princípio e começar a colocar tudo em ordem:

Defina seus objetivos

Primeiramente, entenda por que você precisa organizar seu ambiente. Você pretende criar um home office na sua casa? Quer preparar seu local de trabalho para assumir novas funções? Precisa organizar a casa para a chegada de um filho?

Essa definição é importante para guiar os próximos passos, mas também como estímulo. Com um propósito em mente, você ganha motivação para organizar o ambiente.

Identifique o que é necessário

A partir da definição do seu objetivo, você consegue definir quais objetos ou documentos precisam ser mantidos, porque são úteis ou necessários para o seu propósito, e quais podem ser descartados.

Pode ser que muitos objetos estejam sobrando porque você não usa mais. Talvez você até use, mas eles não servem para o seu objetivo, então podem ser armazenados em outro lugar. Pode ser também que você tenha uma quantidade exagerada de algum item, que pode ser descartada. Definir esses pontos é a chave para o senso de utilização!

Defina a destinação

Poucas coisas devem virar lixo. Provavelmente o que não é útil ou necessário para você agora pode servir para outra pessoa, para outro propósito ou para outro momento. Então, nessa etapa, estabeleça o destino que você vai dar para as suas coisas, que pode ser a doação, a reciclagem, o armazenamento provisório ou o descarte.

Agora, se você arrumou sua casa ou escritório e percebeu que precisa de mais espaço para armazenar seus objetos e que não pode se desfazer deles, saiba que o GuardeAqui pode ajudar você.

Nossos boxes de self storage estão disponíveis em diversas cidades do país para você ou a sua empresa guardarem o que for necessário, exceto produtos perecíveis, tóxicos ou inflamáveis. Seus pertences ficam guardados com toda segurança, para você retirar facilmente quando precisar.

Dessa forma, o GuardeAqui ajuda você a organizar e otimizar sua empresa e sua vida depois de aplicar o senso de utilização. Se você gostou da ideia, calcule agora o espaço que você precisaria e conheça as unidades mais próximas!

Autor

Denise Rodrigues

Atuo no GuardeAqui desde 2017 e sou responsável pela área de marketing da empresa. Sou formada em Publicidade e Propaganda com pós-graduação em Marketing, além disso, tenho forte senso de organização e utilizo-o em diversos momentos, seja em casa ou no trabalho.

Comentários

Deixe seu comentário