Se você chegou até este conteúdo enquanto procurava por informações sobre o que é cadeia de suprimentos deve saber que, em um mercado altamente competitivo como o atual, é muito importante não apenas conquistar a preferência do público, mas também garantir a eficiência dos processos de produção e de toda a logística do negócio.

Por isso, explicaremos, neste artigo, o que é cadeia de suprimentos, por que ela é tão importante e as quais são melhores práticas para geri-la. 

Continue a leitura para aprender mais sobre o assunto!

O que é cadeia de suprimentos?

Também conhecida pelo termo supply chain, cadeia de suprimentos é uma rede de negócios interconectada que abrangem uma série de departamentos e processos operacionais da empresa.

De forma simplificada, ela envolve questões relacionadas a todas as etapas de produção, desde o armazenamento de matéria-prima até a distribuição aos clientes finais. Envolvendo um conjunto de atividades como:

  • compra de insumos ou mercadorias;
  • armazenamento e estocagem;
  • desenvolvimento de embalagens;
  • movimentação interna;
  • transporte.

Entre outros processos que garantam o funcionamento adequado do negócio.

Qual a importância da cadeia de suprimentos?

À medida que a tecnologia evolui e oferece mais soluções para as questões cotidianas das empresas e o comportamento de consumo passa por mudanças, o mercado se torna mais competitivo.

Para acompanhar a nova demanda de consumidores, as organizações modernas precisam inovar em seus processos produtivos e de relacionamento com o público.

Dado o contexto, é correto afirmar que a importância da gestão da cadeia de suprimentos se deve ao fato de que ela garante a qualidade da entrega dos serviços ou produtos e, é claro, o crescimento da empresa e que a marca se consolide em seu nicho de atuação.

Como gerir a cadeia de suprimentos?

É muito importante que os gestores do negócio compreendam qual é o perfil do público que consome seus produtos ou serviços, pois essas informações são cruciais para guiar a administração da supply chain. A seguir você verá algumas boas práticas sobre como gerir a cadeia de suprimentos.

Demanda

É a demanda que define toda a estrutura e o planejamento da cadeia de suprimentos. Ou seja, é com base na necessidade do consumidor e na demanda do mercado que toda a produção se baseia.

A quantidade de produtos que devem ser fabricados, assim como a decisão se os processos produtivos devem ser terceirizados ou não, são definidas pela demanda. Além disso, é importante analisar a estrutura do negócio para sempre manter a qualidade e garantir a satisfação do público.

Fornecedor

O próximo passo é determinar a forma como as mercadorias serão produzidas. Neste contexto, os fornecedores têm um papel fundamental, pois a relação entre preço e eficiência de entrega impactam diretamente na rentabilidade do negócio e na qualidade final.

Para decidir com quais fornecedores trabalhar, é preciso avaliar aspectos como disponibilidade, qualidade, preço e flexibilidade de produção.

Estoque

É muito importante que a empresa tenha uma infraestrutura adequada para armazenar seu estoque de produtos. Manter as mercadorias organizadas e armazenadas em um local que garanta a sua segurança e estado de conservação é crucial.

Contudo, muitas companhias não têm um espaço adequado para estocar seu inventário. Falaremos sobre como essa questão pode ser solucionada mais adiante neste artigo.

Onde?

Um ponto importante sobre a gestão da cadeia de suprimentos é a localização estratégica da empresa. É preciso considerar os incentivos fiscais oferecidos por cada estado e, é claro, a distância até os centros de distribuição, pois são fatores que impactam na lucratividade do negócio.

Como transportar

Por falar em centros de distribuição, outra questão determinante na supply chain é o transporte, pois uma considerável parte do custo dos produtos está ligada às formas como ele são transportados da empresa até o cliente final.

Informações

Todas as informações sobre os processos operacionais internos e sobre os clientes devem ser geridas corretamente e, para isso, existem softwares de gestão logística que oferecem todo o suporte necessário para a cadeia de suprimentos.

Self Storage pode ajudar

Agora que você já sabe o que é cadeia de suprimentos e entende como ela funciona, é importante destacar que existem maneiras de otimizar suas necessidades de armazenamento.

A principal delas, para empresas que não podem contar com uma infraestrutura local para armazenar o seu inventário de mercadorias ou insumos de produção é o Self Storage.

Ele permite que a companhia guarde todo tipo de objeto em boxes de armazenagem pelo tempo que precisar, de maneira segura e privativa. Usando-o como uma alternativa para o hub de distribuição.

Além disso, a empresa não fica “presa” por um contrato de fidelidade, já que os serviços podem ser interrompidos a qualquer momento sem que haja o risco de multas ou penalidades.

Como você pôde conferir neste conteúdo sobre o que é cadeia de suprimentos, a supply chain, envolve uma grande variedade de aspectos logísticos indispensáveis para o funcionamento das empresas. Sua gestão deve ser realizada com minuciosidade e com suporte de ferramentas tecnológicas e uma infraestrutura adequada.

Quer saber melhor sobre como podemos ajudar com o armazenamento de sua cadeia de suprimentos? Então entre em contato com a gente para conhecer as nossas soluções de Self Storage para seu negócio!

Autor

Márcio Martins

“Comecei no ramo do self storage em 1995 na Kipit, pioneira do Brasil, fundada em 1993. Fui gerente desta mesma empresa entre 1995 e 2017, e assumi a gerência regional do GuardeAqui em março de 2017. Sou formado em administração, com ênfase em marketing e, atualmente, sou responsável pelo departamento GuardeAqui Empresas, na área de carteira de Pessoa Jurídica”

Deixe seu comentário