Acabamos de firmar uma parceria com a maior operadora de escritórios flexíveis e coworking do País, a Regus. A partir de agora, nossos clientes terão ainda mais benefícios e facilidade para se concentrar apenas na realização de seus negócios. Isso porque, além de toda segurança e praticidade que oferecemos em nossas unidades, nossos clientes também passam a ter a possibilidade de flexibilizar seus escritórios, tornando o uso do espaço ainda mais inteligente.

(mais…)

 

Se você é um novo empreendedor e pretende investir na área de franquias, esse é um bom momento para se informar a respeito das que mais estão em alta. Segundo a Associação Brasileira de Franchising (ABF), o setor deve crescer até 8% em 2018. Isso porque as redes planejam reaver seus planos de expansão e podem voltar a explorar formatos diferentes de operação, principalmente no ramo de tecnologia.

(mais…)

 

A paixão por música pode ser fonte de inspiração para investir em uma área interessante e criativa: uma loja de instrumentos musicais. Para empreender no ramo, é necessário gostar e entender bastante do negócio, o que pode resultar em boa fonte de renda, já que muitas cidades e regiões do país não possuem empresas especializadas no setor.

(mais…)

Para empreendedores de primeira viagem, a área cultural pode ser uma alternativa rica não apenas sob a ótica financeira, mas também em experiências e opções de negócios. O empresário que resolver se aventurar nessa seara precisa contar com um bom planejamento, organização e conhecimento do setor para ter sucesso e ver o negócio crescer/se expandir.

Algumas dicas são preciosas. A primeira é investir em um box do GuardeAqui para organizar e armazenar com segurança os itens que pretende comercializar e utilizar na nova empresa. Assim, além de economizar espaço, é possível minimizar os custos do negócio. A empresa é líder do setor de auto armazenamento no Brasil, contando com 19 unidades em diferentes cidades do país, principalmente na região Sudeste.

O negócio de self storage é seguro, moderno, e possibilita que o cliente acesse seus bens com tranquilidade e rapidez, sempre que precisar.

Outras orientações fundamentais para investir na área cultural são:

 

Planejamento é a alma do negócio: trabalhe com antecedência, pois a área da cultura possui um ciclo que deve ser levado em consideração. O desenvolvimento de um plano anual é bem-vindo.

Tenha um ótimo projeto: ele precisa conter a apresentação do negócio (o que), assim como a justificativa (porque), o objetivo (para que), a estratégia (como), os recursos (com quem) e o orçamento (quanto).

Conheça as leis de incentivo: só assim você terá as informações a respeito dos enquadramentos de projetos nas leis que facilitam a captação de recursos, com o patrocínio das empresas.

Busque patrocinadores: antes de apresentar seu projeto a uma empresa, conheça bem o seu perfil, para adequar melhor a proposta e, assim, ter mais chances de conseguir um patrocínio/parceria.

Conheça os locais de suas ações: é preciso conhecer os locais nos quais seus eventos acontecerão, antecipando imprevistos, acidentes, pois o produtor cultural responde civil e criminalmente na hipótese de dano ou morte a qualquer pessoa do público, ou mesmo contratados por terceiros.

Conheça as normas do setor: assim, além de bem informado, você saberá o que poderá ou não realizar, bem como proceder em cada tipo de evento realizado.

Seja cooperativo: na área cultural, é impossível trabalhar sozinho. Uma boa rede de contatos e um grupo de trabalho sólido são fundamentais para o sucesso de um projeto. Uma agenda atualizada e reuniões periódicas auxiliam no êxito das ações.

Mantenha-se atualizado: participe de cursos, seminários, palestras, vivências e oficinas relacionadas à área. Assinar publicações referentes ao setor, como jornais e revistas, também é importante.

 

Segundo dados divulgados pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), até 2020 o Brasil contará com uma população idosa de 30 milhões de pessoas. Enquanto alguns enxergam a terceira idade como o momento de “pendurar as chuteiras” e aproveitar a fase de calmaria, a maioria das pessoas enfrenta a aposentadoria com receio, por conta da diminuição da renda causada pelo fim das atividades do trabalho formal.

Porém, a quantidade de novos empreendedores acima dos 60 anos cresce a cada ano, o que traz ao mercado um novo perfil de empresário, mais confiante, experiente e sem medo de arriscar. Geralmente, o idoso empreendedor, além de complementar sua renda e sentir-se mais ativo, busca também satisfação pessoal e desafios no novo projeto, o que só traz benefícios para a economia. Os setores mais indicados para o perfil são a alimentação e o varejo.

O importante, antes de tomar qualquer decisão, é ter um bom plano de negócios, estudar muito bem o mercado atual e buscar capacitação, além de inovar na área que pretende atuar – isso é fundamental para se destacar da concorrência e ter sucesso em médio e longo prazos!

Para começar, que tal organizar e estocar os materiais do novo negócio em um box seguro e prático do GuardeAqui? A empresa, pioneira em self storage, oferece espaços a partir de 2 m² em várias localidades do País, monitorados por câmeras de vigilância 24h, tudo para garantir a tranquilidade de seus clientes.

Com o auto armazenamento de produtos, é possível economizar espaço (o microempresário não leva os produtos para dentro de casa ou da loja em construção/reforma) e investir apenas no que interessa, que é a competitividade do novo negócio. Tudo sem burocracia, pois o contrato é mensal, podendo ser modificado ou interrompido quando for conveniente.

 

Confira 5 vantagens de empreender após os 60 anos:

-Propensão a se arriscar mais nos negócios;

-Muita experiência e conhecimento acumulado;

-Simpatia e respeito dos parceiros de negócios;

-Valorização da ajuda – e visão – dos jovens;

-Conhecer as necessidades dos idosos, público que mais cresce no Brasil.

 

Quem pensa em abrir seu próprio negócio, começa avaliando as possibilidades de negócios. Nesta lista, provavelmente, há a ideia de abrir uma franquia. Trata-se de um mercado que está em expansão no País e que tem seus pontos positivos e negativos, que sempre devem ser colocados na balança na hora de tomar uma decisão.

(mais…)

As férias de julho estão chegando e, para muitos, a hora de viajar também. Entretanto, é inegável que, especialmente nos grandes centros urbanos onde a violência é maior, às vezes ocorre certa apreensão em deixar a casa sozinha. Quando isso acontece, os planos de relaxar vão por água abaixo, já que não é nada agradável passear preocupado. Atentos a isso, listamos aqui algumas dicas que vão deixar todos da família mais tranquilos para desfrutar de merecidos momentos de lazer.

A primeira tem relação com as luzes. Muitas pessoas cometem o erro de deixá-las acesas para indicar a presença de alguém. O efeito, entretanto, pode ser contrário, pois elas podem chamar a atenção de dia, indicando a ausência da família na residência. O ideal é, se possível, instalar um temporizador em alguns espaços, para que acendam apenas no início da noite e apaguem de madrugada. É bom também retirar todos os aparelhos da tomada e desligar a campainha, pois se alguém estiver sondando casas vazias pode acioná-la várias vezes ao dia e se certificar que não há ninguém.

Outra recomendação importante é avisar um(a) vizinho(a) de extrema confiança sobre sua viagem. Mas só ele(a), pois mesmo aquelas pessoas que você tem uma boa relação podem, sem má intenção, contar a alguém e a notícia se espalhar, chegando ao conhecimento de quem não deve saber.

Se você mora em casa, nunca deixe o portão fechado com cadeado para o lado de fora. Além disso, não esqueça de verificar se janelas e portas estão fechadas corretamente, assim como as cortinas e persianas e os registros de água e gás. É importante ainda ter um seguro residencial para qualquer eventualidade.

O self storage (auto armazenamento em inglês) também pode ajudar. Isso porque você pode colocar os objetos que achar mais importantes como, por exemplo, quadros ou outras peças de decoração que representam um valor sentimental dentro de um box, como os oferecidos pelo GuardeAqui. Na empresa, os contratos são mensais e não há multa rescisória, sendo possível deixar os pertences apenas durante as férias ou pelo tempo que desejar.

O GuardeAqui está presente em São Paulo, Campinas, Barueri, Santos, Ribeirão Preto, Jundiaí, Guarulhos, Rio de Janeiro, Belo Horizonte e Brasília. Encontre a unidade mais próxima de você e tenha uma boa viagem.

O GuardeAqui é muito mais que uma guarda móveis, é o maior e melhor self storage do Brasil com mais de 120.000m² de área e 25 unidades pelo país.