11 abr/16

Self storage x armazém geral: qual escolher?

self storage
É comum que em algum momento ou situação de nossas vidas nós precisemos de um local para armazenar pertences: reformas, viagens, obras, mudanças, coleções e inúmeras outras, nós já citamos diversas delas aqui no blog. O fato é que existem muitas opções para quem precisa de um local para armazenar objetos, móveis, livros etc.Porém, qual escolher? Qual a mais adequada? Qual vai garantir a integridade dos bens?

Hoje nós separamos duas formas de armazenamento: o self storage e o armazéns geral. Essa é a chance de você conhecer um pouco mais sobre cada uma e saber qual delas escolher, caso surja uma emergência ou caso você precise abrir espaço em casa e no trabalho.

Vamos lá?

Armazém Geral

  • IPTU (Imposto Predial Territorial Urbano) – como todo imóvel, o armazém geral também paga impostos, entre eles o IPTU. Ao optar por um local como esses para a armazenagem de móveis e pertences em geral, é preciso estar ciente de que você também irá pagar pelo imposto do estabelecimento. Armazéns gerais incluem o valor do IPTU às parcelas do contrato e o cliente precisa arcar com esse tipo de gasto a mais, o que torna maior o valor do serviço.
  • Segurança – optar por um armazém geral é saber que não será possível contar com 100% de segurança. O local não oferece proteção 24 horas por dia e nem locais privativos, onde somente os seus pertences serão guardados, afinal, ele é algo semelhante a um grande galpão, onde os objetos são deixados, sem supervisão constante e com o risco de se misturarem com outros ou serem danificados.
  • Limpeza e controle de pragas – quando se procura um local para guardar objetos ou móveis, uma das preocupações é se eles estarão expostos à sujeira ou à presença de animais como roedores, insetos etc, pois eles podem causar danos aos pertences e em alguns casos, são transmissores de doenças. Por ser um galpão grande, o armazém geral nem sempre conta com a limpeza e o controle de pragas adequado. A quantidade de materiais armazenados pode atrair ratos, baratas e camundongos, animais que podem causar sérios danos aos objetos, além de serem um risco sério para a saúde.
  • Contrato – contratos de uma solução como a de um armazém geral costumam ser burocráticos e a longo prazo. Por exemplo, o contrato só é firmado com um prazo mínimo de duração de um ano e see o motivo da procura pelo armazém for uma obra ou uma mudança de residência, é praticamente uma certeza que antes de um ano o contrato precisará ser quebrado e o cliente terá de pagar uma multa (que nem sempre é barata).
  • Preço – pode ser um pouco contraditório afirmar que o armazém geral é mais barato, se levarmos em conta o que dissemos no primeiro parágrafo, mas a verdade é que a opção é de fato e conta. Mas é importante saber que muitas vezes, como diz o ditado, “o barato sai caro”. Por que? Com a infinidade de riscos relativos à segurança e ao controle de limpeza, seus móveis podem sofrer danos que são muito mais custosos. Além disso, se for necessário quebrar o contrato, existe o custo extra da multa, como dissemos no tópico anterior.

Self Storage

  • IPTU – apesar de também precisar pagar impostos como qualquer outro imóvel, esses valores não são repassados para o cliente que busca o self storage, como o do GuardeAqui, para armazenar seus pertences, eliminando algo que poderia ser um custo a mais.
  • Segurança – o self storage conta com total segurança 24 horas por dia e box privativos para cada um dos clientes. Além disso, o GuardeAqui disponibiliza senha de acesso individual para cada uma das unidades, além de cadeados em cada um dos boxes privativos, estabelecendo uma dupla importantíssima para a segurança dos pertences de seus clientes.
  • Limpeza e controle de pragas – em um self storage existe todo o serviço de limpeza e controle de pragas, para impedir a proliferação de roedores e insetos que possam danificar os objetos e móveis que estão armazenados.
  • Contrato – os contratos de um self storage são feitos de acordo com a necessidade do cliente, seja por obras, reformas, mudanças ou mesmo o armazenamento de coleções, que pode ser algo mais permanente, sem a necessidade um prazo estipulado previamente. Além disso o cliente está livre. Caso a obra ou a reforma acabe antes do previsto, ele pode finalizar o contrato sem qualquer multa ou valor extra.
  • Preço – o self storage pode possuir um preço mais elevado do que de um armazém geral, mas ainda assim é algo que cabe no bolso, com valores acessíveis e especiais para cada tipo de cliente e para cada necessidade. Também é importante analisar o custo benefício da solução, pois não conta com custos extras relativos a impostos ou quebra de contrato. Além disso, a solução reduz os riscos de danos aos objetos, tanto quando se trata de segurança, quando de limpeza e controle de pragas.

Já sabe qual opção escolher? Bom, se a resposta foi self storage, você também já sabe quem procurar não é?

O GuardeAqui tem um time feito apenas por especialistas e por colaboradores capazes de dar todo o respaldo e toda a ajuda que você precisa na hora de escolher o melhor plano para a sua necessidade e para conhecer a unidade mais próxima de você. Entre em contato conosco, converse e conheça mais sobre nós e sobre como podemos te ajudar. Estamos aguardando você!

O GuardeAqui é muito mais que uma guarda móveis, é o maior e melhor self storage do Brasil com mais de 120.000m² de área e 25 unidades pelo país.