31 jul/18

Como montar uma loja virtual?

Se você possui pouco ou nenhum espaço e pretende investir em uma loja virtual, saiba que esse é o caminho escolhido pela maioria dos pequenos e médios empreendedores. Segundo o Sebrae, mais de 70% das empresas de e-commerce tem esse perfil, principalmente por fatores como não precisar adquirir um ponto comercial e a possibilidade de venda para clientes de qualquer lugar do mundo.

Para estocar os produtos à venda, o GuardeAqui, maior empresa do ramo de auto armazenamento do Brasil, é uma das melhores opções, pois oferece espaços para self storage a partir de 2 m², com aluguel sem burocracia, vigilância 24 horas, acessibilidade e localização privilegiada em 19 diferentes localidades do país.

Confira algumas dicas para empreender pela Internet e ter sucesso:

 

1-Planejamento e gestão: como qualquer negócio, é preciso oferecer um bom produto e manter sua loja virtual ativa e rentável. Isso requer um bom planejamento, somado a uma gestão eficiente. Entre as orientações, defina o mercado potencial, analise a concorrência, defina o posicionamento de seu negócio e avalie os riscos na hora de empreender.

2-Entenda a contabilidade: saiba todos os impostos e tributos a que estará sujeito antes de abrir o negócio. Existe o ICMS (Imposto Sobre Circulação de Mercadorias) para lojas de venda de mercadorias, por exemplo. Para prestação de serviços, o principal imposto incidente é o ISS (Imposto Sobre Serviços). Informe-se.

3-Plataforma certa: quais as pretensões e o público-alvo da empresa? Essas questões respondidas alteram o orçamento do empreendimento, que pode ter código aberto e gratuito ou código proprietário da empresa. Existem diversas ferramentas e opções de hospedagem, assim como diferentes valores. Pesquise bem antes de se decidir.

4-Conteúdo é tudo: ele é a chave de atração de seu público quando entra em contato pela primeira vez com sua loja virtual, portanto, capriche! Divida em “conteúdo sobre produto”, com descritivos qualitativos, e “conteúdo para divulgação”, como banners e trabalho de comunicação social, fotos etc.

5-Marketing: promove a loja virtual e faz com que o cliente se sinta atraído a adquirir um produto ou serviço. O marketing de uma loja virtual passa por três etapas principais, sendo elas aquisição (trazer o cliente à loja), conversão (relacionamento com o cliente) e retenção (manter o cliente ativo).

6-Backoffice: é o sistema financeiro integrado à loja virtual, responsável pelo controle financeiro, emissões de notas fiscais e gestão de estoque, por exemplo. É um sistema de retaguarda das operações virtuais.

7-Jurídico: é fundamental ter uma assistência jurídica quando for empreender no ambiente virtual, entendendo deveres e direitos, além de regras básicas como de devoluções e trocas.

8-Logística: alguns passos básicos da parte operacional de uma empresa de e-commerce são a entrada do pedido, análise de validação inicial, análise financeira e validação do pagamento, retirada do pedido em estoque, embalagem e impressão de nota fiscal, conferencia dos dados de compra, retirada pela transportadora, entrega do pedido e avaliação da experiência pelo consumidor. Algumas questões devem ser levantadas, como se a empresa utilizará os Correios ou terá frota própria; como será feito o estoque; como a empresa lidará com defeitos e troca de produtos; dentre muitas outras.

9-Equipe: por menor que seja a empresa virtual, é imprescindível contar com profissionais competentes, especializados em áreas como atendimento, análise de dados, design, finanças, gestão, logística, comunicação, vendas e tecnologia da informação.

 

O GuardeAqui é muito mais que uma guarda móveis, é o maior e melhor self storage do Brasil com mais de 120.000m² de área e 25 unidades pelo país.