As datas comemorativas, como dia dos pais, das crianças, o Natal e outras tantas celebradas ao longo do ano e planejadas com especial atenção pelos comerciantes e varejistas, também são ótimas oportunidades para empreendedores. Os que trabalham com produtos manuais e/ou artesanais podem aproveitar para aumentar os estoques a partir de agora e deixar tudo armazenado no GuardeAqui – desde matérias-primas até produtos acabados. Nossas unidades estão em pontos estratégicos para facilitar o acesso e você conta com a facilidade de entrar e sair de acordo com suas vendas.

Roupas, perfumes, kits de higiene pessoal e toda uma gama de opções que funcionam como presentes podem ser armazenados em nossos boxes: as unidades começam em 2m² – tamanho ideal para organizar algumas prateleiras.

Aproveite e crie uma campanha bacana de seus produtos para as redes sociais. Fotografe-os e envie para o grupo de amigos. As campanhas boca-a-boca sempre dão resultado! Venha guardar seu estoque no #cadeadoamarelo.

 

Muitas editoras costumam acumular dezenas de livros para atender toda a demanda de seus clientes. Para isso, é necessário espaço para guardar não só os exemplares, como também o material de campanha de divulgação dessas obras. Com o passar do tempo e, cada vez mais livros sendo lançados, fica complicado (e caro) manter uma área própria para colocar tudo. O GuardeAqui pode ser uma alternativa para resolver essa questão na vida das editoras.

Elas podem utilizar nossos boxes, que vão de 2m² a 100m², para deixar placas de publicidade, brindes e materiais de merchandising, além, claro de todas as obras. Isso se torna eficaz na medida em que nossas unidades estão localizadas em pontos estratégicos próximos de aeroportos e rodovias. As 25 unidades distribuídas por São Paulo, Rio de Janeiro, Minas Gerais e Distrito Federal contam com instalações modernas planejadas para carga e descarga, drive-thru e acessórios como carrinhos e plataformas. Isso permite às editoras deslocarem seus produtos de forma mais rápida e eficiente para livrarias e clientes.

O acesso ao box é totalmente seguro, com senha exclusiva, câmeras 24 horas e alarme individual. O cliente ainda conta com salas de reunião, disponibilizadas gratuitamente. Além disso, o contrato é outro facilitador na hora da locação, pois é flexível, mensal e sem prazo mínimo de permanência. Uma alternativa para acolher toda a demanda diante de tantos livros em circulação (Foram vendidos 352 milhões de exemplares no Brasil só em 2018, de acordo com a Fipe). No GuardeAqui eles ficam em um local seguro, bem guardados e a localização das unidades facilita no caminho até chegar à mão de quem realmente importa: o leitor.

Brinquedos sem destino, louças e roupas fora de uso no momento, livros, coleções, ferramentas e até carros: tudo isso você pode armazenar em nossos boxes sem nenhuma burocracia. Não importa o tamanho da sua necessidade: nós podemos te atender. O GuardeAqui é igual ao coração de mãe, cabe tudo.

E se você é empreendedor do comércio e precisar alugar um espaço agora, para seu estoque, por exemplo, só começará a pagar após o Dia das Mães (11/05). A ideia é ajudar os varejistas a guardar matéria-prima e produtos que serão comercializados para a data. Por isso, a promoção só vale para pessoa jurídica ligada ao setor de varejo. No ato do contrato é preciso apresentar o CNPJ.

Mas se você não é do varejo, tudo bem. O GuardeAqui está preparado para receber todo tipo de produto, em espaços que variam de 1m² a 29m². Também temos espaços acima de 30m² para grandes estoques. Acesse nosso site e faça uma simulação.

Ao longo do último mês, temos visto uma explosão de ovos de chocolate de todos os tipos, tamanhos e preços – levantamento da Associação Brasileira da Indústria de Chocolates, Cacau, Amendoim, Balas e Derivados (Abicab) afirma que os preços do produto podem variar de R$ 1,20 a R$1.100. O que representa uma ótima oportunidade para empreender.

Para se ter uma ideia, em 2018 foram produzidas 11 mil toneladas de ovos e outros produtos para a Páscoa, um crescimento de 26% na comparação com as 9 mil toneladas de 2017. A expectativa da Abicab para 2019 é superar os anos anteriores.

A celebração da Páscoa, que acontece no próximo domingo (21/04), oferece uma ótima oportunidade não apenas para as empresas de doces e chocolates, mas também para decoradores, organizadores de festas e mesmo pessoas físicas que querem aproveitar a data para conseguir uma renda extra.

Separamos quatro dicas de como tirar o máximo desta oportunidade, inclusive em mercados menos tradicionais. A primeira delas? Conte conosco para guardar moldes, fitas, sacolas, caixas e outros itens decorativos, seja nesta última semana, ou após a Páscoa. Afinal, o estoque que não for aproveitado agora pode servir para outras datas ou mesmo para o próximo ano – não há razão para deixar esses itens ocupando espaço em sua casa ou empresa. Claro, só não pode guardar os ovos prontos ou alimentos perecíveis usados para o preparo!

Confira as outras três dicas:

Não só de chocolate viverá a Páscoa

Ovos de chocolate são, obviamente, o produto mais procurado neste período. Mas isso também significa que são o nicho mais saturado, seja com produtos de grandes empresas ou de microempreendedores.

Uma boa alternativa é olhar para outras possibilidades que estão crescendo, como os ovos de whey protein para o público fitness, por exemplo. Opções com chocolate amargo também têm recebido cada vez mais atenção, tanto pelo gosto quanto pelo fato de usualmente não conterem glúten – o que o transformam em ótima opção para celíacos e outras pessoas com alergia ou intolerância à substância. Além disso, a alfarroba também pode ser utilizada para substituir o cacau como base para o chocolate, fornecendo opções para quem tem algum tipo de problema com a receita tradicional ou quer um produto mais saudável.

Claro, colombas, panetones, brownies, bolos e outros doces podem atrair consumidores que querem fugir do tradicional. Nesse sentido, vale até trabalhar com uma cesta de ovos de chocolate em uma caixa de ovo e brincar bastante com o tema. Não segure sua criatividade.

Explore nichos

Já falamos do mercado fitness e para pessoas com alergia, mas há outros pontos que podem ser explorados. Ovos personalizados, seja na decoração ou nos sabores, podem ser uma ótima opção para quem procura exclusividade ou quer experimentar algo novo.

Chocolates artesanais e orgânicos são outro nicho que ganha cada vez mais adeptos. Especialmente pelo sabor único que proporcionam. Produtos diferenciados, por exemplo trufas com creme de avelã, licor ou matéria prima importada podem focar o mercado de luxo. Quando o assunto é comida, há espaço a todos os paladares para serem explorados.

Atenção à forma

A dica é válida tanto para o formato do produto, que não precisa ser o tradicional – há diversos cases de sucesso de venda de ovo de colher e mesmo ovos 2D (uma barra grossa ovalada) –, quanto para a decoração. Fitas, papel brilhante e cestas chamativas, cada detalhe conta para ganhar o consumidor.

Quer uma dica bônus?

O Serviço de Apoio às Micro e Pequenas Empresas tem uma cartilha que ajuda os empreendedores a pensar todo o processo da venda para tirar o máximo da Páscoa, incluindo dicas até mesmo sobre precificação. Vale a leitura, mas é preciso fazer um cadastro para conseguir baixar o arquivo.

No próximo sábado (13/04), vamos realizar o 1° Feirão GuardeAqui. A ação envolve as 5 unidades operando no Rio de Janeiro e é a primeira do tipo para o mercado de self storage no País.

Muitos dos nossos clientes não têm a real noção de quanto podem se beneficiar de um self storage até a primeira vez que entram em uma de nossas unidades. Essa ação visa, justamente, atrair as pessoas para conhecer nossas instalações – as mais modernas e seguras do País, como já mostramos aqui no Blog – e ver como elas podem ser úteis no dia a dia de sua família ou empresa. E não precisa acreditar somente na nossa palavra, nossos clientes também têm várias histórias para contar.

Durante o Feirão, quem for até uma das cinco unidades no estado do Rio de Janeiro para fechar contrato ainda irá receber o primeiro mês grátis para aproveitar a solução e conhecê-la na prática.

Além disso, as unidades Centro (Rua General Caldwell, 222) e Niterói (Rua Noronha Torrezão, 362) funcionarão em esquema de plantão, com horário estendido das 9h às 17h. Os gerentes das 5 unidades fluminenses estarão presentes nesses plantões para fechar contratos para cada uma de suas unidades.

Já em Botafogo (Rua Arnaldo Quintela, 52), Maracanã (Rua São Francisco Xavier, 842) e São Cristóvão (Rua General Bruce, 62) irão funcionar no horário padrão para os sábados, das 9h às 13h, mas também com as mesmas condições para contratação presencial.

O 1° mês grátis não é valido para contratação por internet ou telefone justamente para incentivar que o novo cliente vá conhecer a unidade.

Trabalhamos com aluguel de boxes que vão de 2m² até 100m² pelo período de 30 dias, podendo ser renovado indefinidamente pelo tempo que o cliente desejar. Pessoas físicas, por exemplo, podem usar a solução para guardar móveis durante um período de reforma, manter bens de valor sentimental que estão ocupando espaço em casa ou mesmo para guardar malas, documentos, entre outros.

Já pessoas jurídicas costumam encontrar no self storage uma ótima solução para estoque, arquivo morto, centro de distribuição etc.

Claro, você pode acompanhar nossas dicas de uso do self storage tanto para pessoas físicas quanto jurídicas toda segunda e sexta aqui no Blog.

A partir de hoje (01/04), os comerciantes que alugarem um box de qualquer tamanho só pagarão o aluguel após o Dia das Mães (11/05). A promoção busca auxiliar os comerciantes com seus estoques para a data e, por isso, só é válida para pessoas jurídicas ligadas ao setor de varejo, sendo necessária a apresentação de CNPJ para firmar o contrato.

A iniciativa repete a campanha empregada com sucesso no Natal, apoiando os varejistas em um momento em que o fluxo de caixa está comprometido com a aquisição dos estoques para as vendas de Dia das Mães e a contratação de colaboradores adicionais para auxiliar no atendimento aos consumidores.

Vale lembrar, esta é a segunda data mais importante para o comércio, ficando atrás justamente do Natal.

Nossa ideia é oferecer um “respiro”, “jogando o pagamento para a frente”, permitindo que o lojista pague o espaço após já ter realizado as vendas e recebido por boa parte delas (sabemos que alguns pagamentos podem levar algum tempo para cair).

A ação vale para toda a nossa rede, que conta com 24 unidades em operação e 1 em desenvolvimento espalhadas nos estados de São Paulo, Rio de Janeiro e Minas Gerais, além do Distrito Federal.

Boa parte dos investidores tem uma ideia de negócio, o capital e nada mais. Se você é uma dessas pessoas, já deve ter visto nossas dicas de como utilizar os combos self storage + co-working ou self storage + loja compartilhada. Agora, se você não tem uma ideia nova, mas também quer investir e se tornar o próprio patrão, temos uma sugestão para você: abra uma franquia.

De acordo com a Associação Brasileira de Franchising (ABF) o faturamento do setor ultrapassou R$ 174 bilhões em 2018, crescendo cerca de 7% que o ano anterior. A principal vantagem do modelo, para o empreendedor, é que se trata de um negócio já testado e aprovado. Além disso, a regulação garante o apoio da franqueadora, que provê dicas valiosas e treinamento para o sucesso da empreitada.

Engana-se quem pensa que investir em uma franquia exige muito capital. Há um segmento deste mercado, conhecido como franquias baratas ou microfranquias em que o investimento inicial máximo (soma de capital para instalação do negócio, taxa de franquia e capital de giro) é de R$ 90 mil – o valor é atualizado todo ano pela ABF.

Nós elencamos, abaixo, cinco microfranquias com investimento inicial de R$ 4,5 mil a R$ 79 mil. E se você tiver um pouco mais de dinheiro disponível, separamos também uma das franquias que a ABF aponta ter mais potencial de crescimento em 2019, a Piticas Moda Criativa. Em comum, todas elas podem se beneficiar do self storage para armazenamento de bens, tornando o negócio ainda mais inteligente. Confira:

Suporte Smart

Rede de reparos de smartphones e venda de acessórios (como capas), possui cerca de 80 unidades franqueadas. As unidades menores requerem um investimento de até R$ 4,5 mil. Leva de 30 a 45 dias para estar funcionando e o prazo de retorno do investimento é de 3 meses a 6 meses. O faturamento mensal médio de cada unidade é de R$ 5 mil.

Doutor Faz Tudo

Oferece serviço de manutenção de imóveis comerciais e residenciais. Nem precisamos falar que você não vai querer deixar todas as ferramentas do trabalho na sua sala, certo?

O investimento inicial é de R$ 25 mil com retorno esperado entre 12 e 18 meses. O faturamento médio mensal é de R$ 50 mil.

Maria Brasileira

Única empresa de serviços de limpeza, conservação e cuidados domésticos e comerciais a receber o selo de excelência da ABF em 2018, tem mais de 200 unidades espalhadas por 25 Estados.

Com investimento inicial de R$ 56,9 mil e tempo de retorno de 12 meses a 15 meses, promete faturamento mensal médio de R$ 45 mil.

Imaginarium

Com mais de 250 unidades e 400 novos produtos para presente e decoração lançados por ano, demanda investimento inicial de R$ 70 mil. O tempo de retorno é mais amplo do que as demais franquias nessa lista, variando de 6 meses até 3 anos e 4 meses. Como os resultados variam bastante de uma unidade para a outra, a franqueadora não crava um faturamento médio mensal, mas a empresa é uma das que contam com mais selos de excelência da ABF.

NYS Collection

Marca de óculos fundada em Nova Iorque (EUA), em 1.996, conta com cerca de mil unidades distribuídas em mais de 40 países. No Brasil, a franquia custa R$ 79 mil, mas é possível montar um quiosque por R$ 68,5 mil. O tempo de retorno do investimento é de 18 a 30 meses, com faturamento médio mensal na casa dos R$ 40 mil.

Piticas Moda Criativa

Focada em produtos das culturas pop e geek, conta com mais de 300 unidades em operação. O investimento inicial é de R$ 100 mil, sendo que é possível ter um quiosque funcionando em 45 dias e uma loja em 60 dias. O retorno do valor investido vem entre 18 e 24 meses e o faturamento médio mensal varia de R$ 40 mil a R$ 60 mil.

Já falamos aqui no blog sobre a praticidade de contar com a combinação de um escritório co-working e self storage. Mas e se você for lojista? Qual a saída para quem precisa de um espaço para expor e vender produtos?

A solução é um modelo de negócio conhecido com loja colaborativa, que está começando a se disseminar pelo Brasil. Uma loja colaborativa costuma funcionar de forma bastante semelhante ao self storage. Cada empresário aluga um espaço para expor seus produtos e passa a contar com a estrutura do local (espaço e vendedores), sem ter que pagar valores adicionais por luz, água e outros tributos. Uma diferença importante é que enquanto o self storage é uma solução, focada em disponibilizar espaço sobre medida para sua casa ou empresa, nas lojas compartilhadas você está contratando uma estrutura com gerentes e vendedores para anunciar seus produtos e vendê-los ao público.

De forma complementar, enquanto no self storage você só paga pelo aluguel de espaço, sem se preocupar com tributos como IPTU, água, luz etc., nas lojas compartilhadas é possível, de acordo com o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae), que você seja cobrado também por tributos incidentes sobre os produtos comercializados, como o Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS), e taxas referentes a meios de pagamento, como o cartão de crédito.

As principais vantagens do modelo, além do custo reduzido, costumam ser:

  • O local da loja, usualmente instaladas em pontos nobres que um pequeno empresário teria dificuldade de bancar sozinho;
  • Custos de divulgação da loja e dos produtos compartilhados;
  • Possibilidade de parceria com outros empresários, complementando o negócio e criando networking; e,
  • Custos compartilhados para contratação e manutenção de funcionários, que irão trabalhar para todas as empresas instaladas no espaço.

Uma tendência nesse mercado é o de lojas que trabalham com foco em um público específico. Por exemplo, lojas focadas em produtos para crianças poderiam alugar espaço para um produtor de calçados, outro de vestuário, um de brinquedos etc.

Claro, com o espaço nobre, mesmo com custo compartilhado, não sobra espaço para dedicar ao estoque. Mas tudo bem, porque você sabe que para isso não há solução melhor que o self storage. Então lembre-se, precisou de espaço, corre pro #CadeadoAmarelo.

 

Fevereiro já começou e você ainda não fez o planejamento de sua empresa para 2019? Ok, você está atrasado, mas calma, não é o fim do mundo. Ainda dá tempo de “colocar ordem na casa” e ter um ótimo ano.

Para te ajudar, fizemos uma lista com 5 passos:

1° Entenda seus pontos fortes e fracos

Se sua empresa já existia em 2018, avalie o ano que passou. É importante entender quais são suas vantagens, mas talvez seja ainda mais vital perceber quais foram seus pontos fracos. Se sua empresa está começando agora, tenha bem definido qual será seu diferencial e mapeie as dificuldades que podem te atrapalhar ao longo do caminho.

Por exemplo, se você está abrindo um e-commerce, gerir os gastos com estoque podem se provar um desafio. É preciso pesquisar locais, preços, condições de pagamento, segurança etc. Deixar os produtos em casa no começo pode até parecer uma boa ideia, mas é bom lembrar que diversos incidentes podem acontecer, desde uma visita que, sem querer, quebra um item até roubos. Além disso, pense no bem-estar da sua família, que não precisa viver rodeada (às vezes “soterrada”) pelos produtos à venda. Claro, o self storage é uma ótima saída.

Para fazer esse diagnóstico, pode ser uma boa ideia fazer uma análise SWOT (sigla em inglês para forças, fraquezas, oportunidades e ameaças). A SBCoaching tem um artigo bastante extenso sobre o tema que pode te ajudar. Uma boa ideia pode ser contar com a ajuda do Sebrae, que também tem cursos sobre o assunto e bastante experiência em apoiar empreendedores.

2° Conheça o calendário

Se você trabalha com comércio, é fundamental conhecer as datas que podem ser exploradas no seu segmento e se preparar para elas. Apenas para dar um exemplo bem conhecido, as lojas iniciam os preparativos para o Natal ao menos dois meses antes.

Novamente, se há necessidade de estoque, pode ser interessante contar com a vantagem de poder mudar o tamanho do espaço locado todo mês, evitando custos fixos elevados e ajustando o valor pago de acordo com a necessidade do momento. O mesmo vale para quem importa produtos de outros países. Um box grande pode ser utilizado ao receber as mercadorias e, todo mês, é possível mudar para um espaço menor e mais barato. Se precisar de ajuda com isso, nossos colaboradores podem explicar esse benefício do modelo de self storage em relação aos galpões logísticos e outros modelos de estoque.

Mesmo para o setor de serviços pode se beneficiar de períodos específicos, como o verão para quem trabalha como guia de viagem, ou os períodos pré-vestibulares, para professores.

3° Controle o tempo

Já que estamos falando de calendário, é fundamental aprender a controlar o tempo. O segredo é ter foco. Procure planejar as tarefas. Um check list é uma ferramenta rudimentar, mas muito poderosa.

Se você for a única pessoa a trabalhar na empresa, lembre-se de separar o tempo pessoal do profissional. Assim como as contas financeiras de pessoa jurídica e física devem ser separas, é preciso buscar um equilíbrio e a divisão para conseguir manter o foco. Ou você corre o risco de ter problemas nas duas frentes.

Se sua empresa tem outros colaboradores, você precisa definir o que é prioridade e se assegurar que todos tenham isso bem claro. Perder tempo com reuniões muito longas ou em excesso, deslocamentos demorados e afazeres que não agregam valor para o produto ou cliente é contraprodutivo. Lembre-se: “o ótimo é inimigo do bom”. Não adianta querer entregar algo incrível se não conseguir cumprir prazos.

Se sua empresa já existia em 2018, lembre-se de olhar para aquela avaliação que mencionamos no começo do post e elencar quais foram as atividades que consumiram mais tempo seu e de sua equipe. Pode ser que você precise investir em capacitação ou contratação para resolver a questão, mas, às vezes, basta delegar a tarefa para uma equipe ao invés de centralizar em uma só pessoa.

4° Corte custos

Provavelmente, sua empresa tem algum custo desnecessário. Ou, ao menos, desnecessário para o momento. Se você está começando, investir em muitas máquinas e licenças de softwares pode não ser uma boa ideia. Normalmente, há softwares de uso livre que permitem que o trabalho seja feito sem ser necessário investir no primeiro momento.

Se você já está investindo em produtos, treinamento e contratação, por exemplo, pode repensar os gastos com espaço. Uma ótima opção é o combo “self storage + co-working”. Para entender melhor, recomendamos a leitura do nosso post “Pensando em começar um negócio?”.

5° Precisou de espaço, corre pro GuardeAqui mais próximo!

Esse não precisa nem explicar, né? Espaço seguro, prático, facilmente acessível e com preço justo é só no #CadeadoAmarelo.

Muitas vezes, a maior dificuldade dos empreendedores não é decidir o que fazer ou como fazer, mas onde fazer! Por muito tempo foi comum ouvirmos histórias de empresas que começaram na garagem, mas, hoje, ou a garagem se resume a uma vaga no subsolo de um prédio (cujo próprio apartamento não é muito espaçoso), ou está ocupada por um carro que a pessoa tem medo de deixar na rua ou ainda por todo tipo de bens que não cabem nos outros cômodos da casa.

Felizmente, temos a solução perfeita para isso! Se sua garagem está cheia de itens que você não usa todo dia, a melhor solução é trazer tudo para uma de nossas unidades. Você não precisa se preocupar com limpeza, dedetização e muito menos segurança. Isso fica por nossa conta.

Agora, se você não tem uma garagem ou qualquer outro cômodo da casa para organizar sua empresa, mesmo depois de usar um self storage para tornar o uso do espaço mais inteligente, está na hora de conhecer os espaços de co-working.

Em nossas unidades contamos com salas de reunião que podem ser utilizadas por nossos clientes, com café, água e wi-fi, sem nenhum custo adicional. Basta agendar o horário de uso. Contudo, há espaços específicos para isso. Os co-working são ambientes pensados para empresas que querem ter toda a estrutura de um escritório, sem o gasto ou a burocracia tradicional. A maior empresa deste tipo no Brasil é a Regus, uma de nossas parceiras. Lá, você pode locar uma sala, ou mesmo uma única mesa em uma sala, e ter um espaço para trabalhar, receber clientes, fazer reuniões etc. Pode ser tudo o que faltava para você começar seu negócio.

Claro, não precisa se preocupar com o espaço para guardar seus produtos, arquivo-morto ou outros bens e ativos. Para isso existe o GuardeAqui. Conte conosco!

O GuardeAqui é muito mais que uma guarda móveis, é o maior e melhor self storage do Brasil com mais de 120.000m² de área e 25 unidades pelo país.